quarta-feira, janeiro 30, 2008

Are we there yet?


Pois é, já não tenho computador há um mês.
Ainda faltam uns diazinhos para os tais "30 úteis", porque, ao que parece, nos dias inúteis os senhores da Toshiba não se dedicam à reparação de portáteis estropiados (devem estar deliciados a cuscar os meus segredos mais recônditos; os milhões de músicas que lá tenho, os montes e montes de fotos, os textos que escrevi desde os tempos em que escrevia tudo o que me ocorria...)

Já os estou a ver, nerds como tudo, todos à volta do meu computador, a gozar "Eh! Olha para este AMBIENTE DE TRABALHO!" "TXIIII! Esta gaja tem aqui músicas do José Cid!" "Catano! Olha-me esta tecla A, toda gasta!", enquanto comem bolachas ararutas e me enchem o teclado de migalhas!

Para me precaver disto, guardei na pen as coisas que achei que nenhum desconhecido deveria ver; as COISAS secretas...mas o arranjo está a demorar tanto tempo que eu acho que os gajos devem ter descoberto segredos meus que nem eu sei!

Quem é que não cuscaria o computador de outra pessoa se o pudesse fazer?

Hmmm...

ME-DO!


6 comentários:

Mistinguette disse...

Isto fez-me lembrar a história de uma pessoa que possuía um computador da empresa e tirou fotos à dita, gravou-a nos documentos, e deixou que o computador fosse assim para arranjar. Os técnicos chamaram tudo o que era gajo para ver aquele computador naquele dia...

Narizinha disse...

Se tiveres tanta sorte como eu, ao fim dos 30 dias, o teu computador desaparece, ninguém sabe dele... Esperemos que não!
Boa sorte!
:o)

queixinhas disse...

o pior é se eles encontram "aquelas" fotos da Maddie que tinhas ai no computador.

Isabel disse...

ahaha! da Maddie :P

Sónia R. disse...

Bem... Sempre que o meu computador foi para arranjar tinha o disco mesmo pifado, portanto não havia hipótese de verem o que quer que fosse :p

Mas os 30 dias... Bolas, é muito tempo!

100 Sentidos disse...

Eu cuscaria e muito!